quinta-feira, 29 de abril de 2010

Pequenas refeições

Todos sabemos que quando fazemos uma refeição, grande volume de sangue é deslocado para a região digestiva. Esse deslocamento de sangue é o que promove aquela "indisposição", aquela "vontade de dar um cochilo".

Nesse caso, seis pequenas refeições são melhores do que tres banquetes pelo simples fato de que o estomago precisa dilatar-se, enlarguecer-se, para comportar uma grande quantidade de alimentos de uma unica vez. Essa impostura do estomago induz a dilatação/enlarguecimento da cintura/silhueta.

E quanto maior for volume de alimento, maior será o volume de sangue deslocado para esse fim, e maior a tal indisposição, nos levando assim a um "gostoso sono" depois do almoço. Acontece que ao "dar um cochilo", nosso metabolismo se comporta igualmente um urso polar em hibernação, acumulando maior quantidade de calorias devido a baixa metabolização.

Pequenas refeições tem o objetivo de fazer com que o metabolismo acelere, pois é disso que precisamos, e não de "diminuir a quantidade de calorias ingeridas". A quantidade de calorias digeridas pelo metabolismo é o que importa.

Em uma edição do Globo Reporter ficou comprovada a eficácia das pequenas refeições com direito à guloseimas. Foram os japoneses que provaram isso, usando-se apenas de dois pauzinhos para controlar o manuseio das refeições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário